Intro AD

Origem do combate



Tudo começou pelo orgulho de alguns anjos que disseram: ”Não quero mais ser dominado” (Jr 2,20) eles não queriam mais ser submissos a Deus, se elevando na sua auto-suficiência. O livro de Tobias nos mostra que o orgulho é pertinente ao mal: ”Ele é a origem de todo o mal” (Tb 4,14).
O Bem-Aventurado Papa João Paulo II disse: ”A escolha feita em termos da verdade sobre Deus, conhecida de forma elevada por causa de seus intelectos, também dividiu o mundo dos seres puramente espirituais em bons e maus”.A sagrada escritura diz que na criação Deus viu que a luz era boa, e separou a luz das trevas (Gn 1,4) não diz que Deus criou as trevas, mas a luz.
Todavia ele separa a luz os anjos bons, das trevas os anjos maus. O Senhor criou todas as coisas muito boas (Gn 1,31) satanás não é um deus, mas apenas um anjo rebelde como ensinou Santo Agostinho:”O mal não tem uma natureza:aquilo que é chamado mal é mera falta de bem”. ou como afirmou São Tomás de Aquino;”Nisto consiste a essência do mal:a privação do bem”. O mal não existe por si mesmo, mas apenas como deficiência, como privação de algo.
Mas no princípio, não existia o mal, ele surge pela ostentação da alta valorização e se achando superiores os Santos Padres da Igreja e os teólogos não hesitam em falar de cegueira, produzida pela supervalorização da perfeição do próprio ser levada até o ponto de ocultar a supremacia de Deus, a qual exige, ao contrário, um ato obediente e de submissão.O livro do profeta Ezequiel nos relata sobre isso:”Eras um selo de perfeição, cheio de sabedoria, de uma beleza acabada.Estavas no Éden, jardim de Deus...Eras um querubim protetor colocado sobre a montanha santa de Deus;passeavas entre as pedras de fogo. Foste irrepreensível em teu proceder desde o dia em que fostes criado, até que a iniqüidade apareceu em ti “(Ez 28-15) como o Bem- Aventurado João Paulo II escreveu:”Ao invés de aceitarem um Deus pleno de amor, eles o rejeitaram, inspirados por um falso senso de auto-suficiência, de aversão e mesmo de ódio que se tornou em rebelião”.

A rebelião dos anjos consiste em querer ser como Deus, a sua beleza o deixou cego, o profeta Isaías relatou a sua queda:”Então! Caíste dos céus, astro brilhante, filho da aurora! Então! Foste abatido por terra, tu que prostravas as nações! Tu dizias:escalarei os céus e erigirei meu trono acima das estrelas. Eu me assentarei no monte da assembléia, no extremo norte.Subirei sobre as nuvens mais altas, e me tornarei igual ao altíssimo”(Is14,12-14) os anjos decaídos pecaram pelo orgulho, que os fez pensar que poderiam ser igual a Deus São Tomás de Aquino, doutor angelical explica que eles desejaram ser como Deus no sentido de que queriam alcançar seus objetivos e perfeita felicidade através de seus próprios poderes.
E isto é o que constitui o orgulho:não se submeter a um superior quando a submissão é devida.A sua beleza e sua autoridade foi o declínio que levou da luz as trevas do bem para o mal do amor para o ódio da verdade a mentira da humildade ao orgulho de anjo a demônio, a traição rabínica afirma que era o espírito de maior importância de doze asas, quer dizer, o dobro das asas dos serafins (Pircké de Rabbi Eliezer,13) o orgulho fez esse astro de luz em um abismo de trevas,ele era a criatura principal criada por Deus, o príncipe de toda a criação. Mas a sua revolta por livre vontade fez com que ele se tornasse o ser mais afastado de Deus. Deus é o sumo bem e satanás se tornou o sumo mal, a privação do sumo bem fez com que ele se tornasse o sumo mal.Depois de se rebelar internamente ele se rebela externamente fazendo guerra o apocalipse nos diz sobre esta batalha:”Houve uma batalha no céu, Miguel e seus anjos tiveram que combater o dragão.O dragão e seus anjos travaram combate, mas não prevaleceram, e já não houve lugar no céu para eles.
Foi então precipitado o grande dragão, a primitiva serpente, chamado demônio e satanás, o sedutor do mundo inteiro.Foi precipitado na terra, e com eles seus anjos”(Ap 12,7-9).


Ir.Trovão

font:

Origem do combate Origem do combate Reviewed by cristãos atitude on 19:10 Rating: 5

Nenhum comentário